Ator de Joel diz que não mudaria nada em The Last of Us Part II

Troy Baker e Neil Druckmann falam sobre o impacto dos vazamentos do jogo por um fã que queria que a Naughty Dog apressasse o lançamento.

A história de The Last of Us Part II é uma das mais polêmicas e controversas da história dos videogames, e com a chegada do documentário Grounded II: Making The Last of Us Part II hoje (2), muitas coisas dos bastidores foram reveladas, e está gerando diversas discussões na internet.

Spoilers a seguir.

O diretor Neil Druckmann relata o quão difícil foram os vazamentos em 2020 para ele e a Naughty Dog, antes do lançamento do game, que revelou de forma prematura a morte de Joel aos jogadores.

“Foi o ponto baixo da minha vida”, revela. “Eu trabalhando no jogo… quase no fim, em casa, sozinho, me sentindo solitário… até dizer: ‘Pra quem estou fazendo isso?'. Por que eu… Isso é demais. Quase não aguentei o tranco. Mas aí conseguimos terminar. Mandamos pra imprensa, e… as análises superaram as expectativas. Liguei pro Troy e disse: ‘Cara, desculpa. Eu sinto que te deixei na mão'. E ele disse: ‘Do que você está falando?' E eu respondi: ‘Sabe como tem gente falando do…'. E ele: ‘Ah, cara, eu não ligo. Eu joguei…e amei!'. E aí fiquei bem emotivo. Percebi como eu me importava com a opinião do Troy sobre o jogo. Foi um baita alívio.”

Por sua vez, o ator que interpreta Joel na franquia de jogos do estúdio PlayStation, diz que não mudaria nada em The Last of Us 2.

“Eu não mudaria nadinha de nada no jogo, na Parte II,” afirma Baker. “Sempre que alguém vem até mim e diz: ‘Sabe, eu não gostei do que fizeram com o Joel', eu respondo: ‘Tá. Beleza. Me diz uma versão melhor da história'. Até hoje ninguém conseguiu.”

“Foi uma experiência traumática pra mim e pra muita gente na equipe, e… eu nunca vou esquecer o ódio que recebemos por causa dos vazamentos. Nem consigo descrever a minha fúria na hora”, acrescenta Druckmann. ” O estrago que essa pessoa nos causou. Eu queria que a punissem de toda forma possível. Eu queria que fosse… um vilão. Era uma pessoa na casa dos 20, morando com os pais Um fã. Mas aí adiamos o jogo indefinidamente.”

Segundo Druckmann, o fã que vazou o game disse que queria “forçar a barra com a Naughty Dog” e fazê-los lançarem o jogo mais depressa.

“Por isso, pensei que, se lançasse todos os vídeos, eles iam acabar lançando o jogo”, teria dito o fã leaker.

“O que, novamente, nunca foi uma opção pra nós,” continua Druckmann. “Lembro de ficar sentado lá, sentindo raiva, aí pegar mais leve e pensar, ‘Beleza, se alguém tem que aprender alguma coisa com The Last of Us Parte II, somos nós.'”

The Last of Us Parte 3 está acontecendo, explica diretor

No final do documentário Grounded II Making The Last of Us Part II, Neil Druckmann explica que já tem o conceito do terceiro jogo. Saiba mais.

The Last of Us Parte 3 “está acontecendo”, explica diretor

Isabela Merced treina em estande de tiro para The Last of Us HBO