Filme de Death Stranding fará coisas que o jogo não pode fazer

Reprodução: PlayStation

Enquanto trabalha na sequência, Hideo Kojima se prepara para levar o live action de Death Stranding para os cinemas, e em entrevista, ele disse que pretende fazer algo muito diferente do jogo.

“Se vai ser transformado em filme, quero que seja algo que só o filme pode fazer. Então vou torná-lo completamente diferente,” disse em conversa com a cantora japonesa, integrante do grupo de J-pop e electropop, Nocchi.

Kojima não dirigirá o filme, mas será a mente criativa por trás da adaptação que deve apresentar novos personagens e até mesmo abandonar o protagonista do jogo, Sam Porter Bridges.

Desenvolvedor também deu uma pequena visão sobre Death Stranding 2

No primeiro jogo, a equipe “queria incorporar coisas que nunca foram feitas em jogos ou filmes antes” e que estão pensando em fazer mais coisas novas. Ele explica que no primeiro game, a conexão era justa, mas que para o segundo, o significado de “strand” mudou, em como repensaram sobre “conectividade”, e a pandemia do COVID-19 é parcialmente responsável. “Remotas e outras pseudo-conexões se tornaram mais importantes”.

Kojima reflete mensagem presente no final do teaser. “No final do teaser, a mensagem ‘Deveríamos nos conectar?' [aparece] e essa é a mensagem que queremos transmitir no 2.”

Fonte: gamesradar

Call of Duty baniu milhares de cheaters em apenas um dia

Warner sorteará Kollector’s Edition de Mortal Kombat 1, mala, cadeira gamer e mais; Participe