Naughty Dog diz: “Não seremos o estúdio de The Last of Us para sempre”

Neil Druckmann reforça que o estúdio PlayStation está trabalhando em novos jogos, incluindo “múltiplos projetos para um jogador”.1 min


O último lançamento original da Naughty Dog aconteceu em 2020, com The Last of Us Part II. Desde então, o estúdio PlayStation não lançou mais nenhum jogo inédito nos consoles da Sony, apenas remasters, remakes e ports para PC. Neil Druckmann, criador de The Last of Us, afirmou recentemente que o estúdio não será conhecido apenas por essa franquia, reforçando que estão trabalhando em múltiplos projetos single-player.

Em conversa com o Los Angeles Time, o desenvolvedor disse que a ideia para The Last of Us surgiu na faculdade, inicialmente pensada como uma graphic novel. Após dificuldades em reimaginar Jak and Daxter, Druckmann teve a oportunidade de transformar sua ideia em um jogo, que foi lançado em 2013 e revolucionou a indústria com sua narrativa profunda e personagens complexos.

O sucesso de The Last of Us também se expandiu para uma série de sucesso na HBO. Apesar disso, Druckmann diz que o estúdio tem um futuro diversificado. Ele enfatiza que a Naughty Dog continuará a criar experiências focadas em histórias e relacionamentos com profundidade emocional e filosófica,

Com Druckmann no comando, a Naughty Dog planeja continuar inovando e explorando novas narrativas, prometendo que o melhor ainda está por vir.

“Eu prometo a vocês, não seremos o estúdio de The Last of Us’ para sempre.” Esta declaração vem em um momento crucial para a Naughty Dog, agora uma desenvolvedora líder na indústria, conhecida por seus jogos inovadores.

“Nós criamos experiências que são imersas em história e personagem, especialmente relacionamentos”, disse Druckmann. “As histórias têm algum tipo de núcleo filosófico ao redor do qual tudo vai girar e se alimentar.”

Anteriormente, no final do documentário Grounded II Making The Last of Us Part II, ele disse que já tem o conceito do terceiro jogo.

“Eu nunca considero isso garantido. Tenho pensado: ‘Existe algum conceito aí?’ E há anos não consigo encontrar esse conceito. Mas recentemente isso mudou.”, explicou. “Eu não tenho uma história, mas tenho esse conceito, isso, para mim, é tão emocionante quanto eu, é algo próprio, mas tem essa linha direta para todos os 3. Então parece que… provavelmente há mais um capítulo nesta história.”

Sony pede desculpas a Neil Druckmann por “distorcer” suas palavras em entrevista

Chefe da Naughty Dog precisou esclarecer que aquela não era sua resposta original e que suas palavras foram editadas. Empresa admitiu erro.