2ª temporada de The Last of Us pode atrasar se não houver acordo com WGA

Reprodução: HBO

A greve de roteiristas de Hollywood está impactando diversas produções, entre elas, a adaptação de The Last of Us da HBO. O retorno da série pode demorar além do esperado.

Em entrevista ao Deadline, Francesca Orsi, chefe de dramas da rede, disse que os planos era que a segunda temporada da série estreasse em 2025, mas que é “muito cedo para dizer”, que podem ou não chegar a um acordo “mais cedo ou mais tarde” com a Writers Guild of America.

“Estou esperançoso de que possamos chegar a um acordo mais cedo ou mais tarde. Caso contrário, teremos que avaliar qual é o fim da programação de 2024, quais são os shows que serão entregues para 2025”, disse Orsi. “A essa altura, os programas que pretendo levar ao ar não estariam necessariamente prontos se essa greve durasse de seis a nove meses. Então, sim, essa é uma grande questão para nós, mas acho que vamos cruzar esse caminho assim que chegarmos lá”.

Séries Euphoria e White Lotus também forma impactadas, diferente de House of the Dragon, que segue sendo filmada.

Revelação do multiplayer de The Last of Us é adiada e estaria recebendo suporte da desenvolvedora de Destiny

Atores de The Last of Us e ‘O Telefone Preto’ vão estrelar live-action de ‘Como Treinar Seu Dragão’