EA responde às críticas à capa do EA Sports FC 24

EA Sports FC 24 teve sua primeira grande revelação essa semana, mas um dia antes recebeu críticas negativas dos fãs devido à arte da capa da Ultimate Edition, que apresentou alguns rostos questionáveis, como, por exemplo, de Andrea Pirlo, meio-campista aposentado italiano. O ex-jogador aparece vestindo uma camiseta azul lisa em meio a um mar de uniformes oficiais, olhando estranhamente para a câmera. Apesar de todos os outros jogadores se reunindo na arte da capa do jogo, Pirlo não estava no trailer, o que levou os fãs a questionarem.

Nicholas Wlodyka, vice-presidente sênior e gerente geral da EA Sports FC, disse ao Eurogamer que licenciar o uso de imagem de cada jogador é uma tarefa burocrática por ter que negociar “exatamente como eles querem aparecer na capa”, mais difícil ainda quando se trata de 31 jogadores. Ele falou que sua equipe sabia que seria “super, super ambicioso conseguir fazer isso”.

“Eu acho que a maior coisa em torno disso, muitas pessoas não percebem que, para conseguir reunir esse elenco e fazer todos esses acordos individuais”, explica. “Há apenas uma tonelada nisso”. Wlodkya disse que a revelação da capa também levou muito tempo para tentar se encaixar. “Você não pode fazer isso em seis meses, é algo que você tem que pensar muito à frente para poder fazer”.

Questionado se a mudança da licença da FIFA tornou coisas como essa mais difíceis e se isso significava ter que negociar licenças individualmente com os jogadores em vez de em massa, ele explicou que “sempre há limitações que você tem, trabalhando com diferentes parceiros, pelos parceiros com quem também trabalham. Não é necessariamente que alguém seja irracional – é apenas a dinâmica das parcerias”.

Segunda temporada de The Last of Us terá “coisas que vão chocar as pessoas”

Showrunner acredita que escolha do elenco da 2ª temporada de The Last of Us vai gerar “furor”