Filmagens da 2ª temporada de The Last of Us devem atrasar, admite showrunner

Ainda que os planos para filmagens da segunda temporada estejam de pé em meio a greve em Hollywood de atores e escritores, o showrunner de The Last of Us, Craig Mazin, está quase certo que não começarão na data planejada.

“Conseguimos mapear toda a 2ª temporada”, disse Mazin durante uma entrevista para o podcast The Awardist da EW “E eu também escrevi e enviei o roteiro do primeiro episódio e o enviei [para a HBO] por volta das 22h30 ou 22h40, pouco antes da meia-noite e a greve começou.”

“Na medida em que conseguimos manter qualquer pessoa trabalhando abaixo da linha, isso é fantástico”, comenta ele. No entanto, Mazin também admite:

“Acho que está se tornando essencialmente uma quase certeza de que não seremos capazes de começar [as filmagens] quando esperávamos começar, o que é perturbador. Estamos ansiosos. É para isso que nascemos. É assim que não apenas escolhemos viver as nossas vidas, mas acredito que [como] somos compelidos a viver as nossas vidas. Caso contrário, por que diabos faríamos esse trabalho insano? Posso garantir que não é por dinheiro.”

“Neil e eu somos mapeadores, delineadores e planejadores. Acreditamos em finais, acreditamos em saber para onde você está indo. Sabemos para onde estamos indo”, diz Mazin sobre mapear o início e o fim de The Last of Us. “Também nos damos espaço dentro da rota básica para vagar, descobrir e inventar. À medida que isso acontece, podemos então reincorporar, mexer e voltar na escrita. O que não fazemos é escrever cheques narrativos que nós não posso sacar mais tarde.”

“Às vezes acontece uma coisa em que as pessoas criam mistérios que são tentadores, irritantes – o que amamos – e depois nunca pagam, o que é trapaça. Porque é emocionante”, continua ele. “É emocionante quando, como um truque de mágica, algo acontece e você pensa, ‘Bem, como diabos…? O que isso significa?' E então, acontece que isso significa que eles queriam que você ficasse animado no final do episódio. Também não significa que eles saibam o porquê. Isso é muito perturbador e decepcionante. Não fazemos isso. Eu me recuso .Então, quando temos qualquer tipo de elemento de história confuso, misterioso ou chocante, é proposital e será compreendido.

Em nova entrevista, o vencedor do Emmy também falou sobre a possibilidade de contar histórias inéditas derivadas de The Last of Us

Fonte:

DLC de God of War: Ragnarok supostamente em desenvolvimento

Marvel’s Spider-Man 2 recebe classificação indicativa nos EUA