Greve de atores e roteiristas em Hollywood pode chegar à indústria de videogames

Greves de roteiristas e atores em Hollywood acontecem desde julho desse ano, e segundo o Deadline, a indústria de videogames pode aderir também a paralisação. SAG-AFTRA prepara medida contra várias empresas do setor.

Filmagens da 2ª temporada de The Last of Us devem atrasar devido à greve, admite showrunner

Conselho nacional da guilda votou por unanimidade para enviar um voto de autorização de greve aos membros em preparação para as próximas datas de negociação com 10 empresas de videogame signatárias. A votação para autorização de greve terá início no dia 5 de setembro e terminará no dia 25 de setembro.

Algumas das empresas que enfrentarão uma possível greve são:

  • Activision Productions Inc.,
  • Blindlight LLC,
  • Disney Character Voices Inc.,
  • Electronic Arts Productions Inc.,
  • Epic Games, Inc.,
  • Formosa Interactive LLC,
  • Insomniac Games Inc.,
  • Take 2 Productions Inc.,
  • VoiceWorks Productions Inc., and
  • WB Games Inc.

Entre os objetivos está conseguir melhores condições salariais para os trabalhadores e proteção contra o uso de inteligência artificial.

SAG-AFTRA afirma que está buscando “os mesmos aumentos salariais para os artistas de videogame e para aqueles que trabalham sob contratos de cinema e televisão,” diz comunicado. “Embora questões importantes como salários que acompanham a inflação e proteções contra o uso desenfreado de inteligência artificial sejam pontos comuns nas negociações, o Acordo de Mídia Interativa (Videogame) é um contrato separado dos contratos de TV, teatro e streaming contra os quais os membros do SAG-AFTRA estão atualmente em greve.”

“O trabalho sob o contrato de videogame inclui uma grande quantidade de ‘captura de performance', onde profissionais treinados, muitos dos quais são dublês, fornecem performances capturadas digitalmente usadas para dar movimentos expressivos aos personagens de videogame”, disse a guilda. “O uso não regulamentado da IA ​​representa uma enorme ameaça às profissões destes artistas.”

A última paralisação no setor de videogames aconteceu em 2016 e durou 340 dias.

Fonte:

Questionado sobre The Last of Us 3, Druckmann responde: “não posso dizer nada”

Rumor: Remaster de Bloodborne pode ser lançado em 2025