Kojima não é creditado pela coletânea Metal Gear Solid: Master Collection Vol. 1

Invólucros de cada jogo, que contêm suas novas telas de créditos, não mencionam o desenvolvedor, embora seu nome ainda apareça nos próprios jogos originais, sem alterações.

Imagem/Reprodução: Konami

A saída de Hideo Kojima da Konami, cocriador da franquia Metal Gear, não foi amigável. O icônico desenvolvedor que atravessou décadas a frente de sua maior criação, deixou a empresa japonesa pouco antes do lançamento de Metal Gear Solid 5 em 2015, o qual seu nome foi até retirado da capa.

Com lançamento marcado para próxima terça-feira, 24 de outubro, Kojima não é creditado por Metal Gear Solid: Master Collection Vol. 1. Em vez disso, segundo o VGC – confirmado por streamers, os novos créditos da coleção agradecem a “todos os funcionários e fãs originais da série Metal Gear”. No entanto, o nome de Kojima ainda aparece nos próprios jogos, pois são versões dos games originais, com poucas alterações, mas os invólucros de cada jogo, que contêm suas próprias telas de créditos, não mencionam o desenvolvedor, nem David Hayter, voz original de Snake, ou o resto do elenco.

Metal Gear Solid: Master Collection Vol. 1 será lançado para PS5, PS4, Xbox Series X/S, Nintendo Switch e PC via Steam e contém:

  • Metal Gear
  • Metal Gear 2: Solid Snake
  • Metal Gear Solid (incluindo VR Missions/Special Missions)
  • Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty (HD Collection version)
  • Metal Gear Solid 3: Snake Eater (HD Collection version)
  • Metal Gear (NES/FC version)
  • Snake's Revenge

Compilação terá aviso de conteúdo “desatualizado” e também permitirá pausar as cenas, mas pode levar 10 segundos;

A série de jogos ultrapassou 60 milhões de cópias vendidas e Metal Gear Solid 3 ganhará Remake intitulado Snake Eater que deve chegar em 2024.

Fonte:

Marvel’s Spider-Man 2 homenageia Chadwick Boseman de Pantera Negra

Bandeira de Cuba na casa de Miles Morales em Marvel’s Spider-Man 2 é um erro