Microsoft fecha acordo de Call of Duty por 10 anos nos consoles Nintendo

Enquanto a Microsoft aguarda pela decisão da Competition and Markets Authority (CMA), órgão regulatório do Reino Unido, para autorizarem, ou não, a compra da Actvision Blizzard, eles estão encaminhando os acordos com outras empresas de jogos sobre o futuro da franquia Call of Duty no mercado.

Em sua conta oficial no Twitter, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, divulgou a notícia de que um acordo foi feito com a Nintendo para disponibilizar Call of Duty por 10 anos na plataforma.

A Microsoft assumiu um compromisso de 10 anos para trazer Call of Duty para a Nintendo  após a fusão da Microsoft e da Activision Blizzard King. A Microsoft está empenhada em ajudar a trazer mais jogos para mais pessoas – independentemente de como elas escolherem jogar.


Ele também confirmou que a empresa se compromete a continuar disponibilizando Call of Duty na plataforma Steam.

Também tenho o prazer de confirmar que a Microsoft se comprometeu a continuar a oferecer Call of Duty na Steam simultaneamente ao Xbox após fecharmos a fusão com a Activision Blizzard King.

E o PlayStation?

A Sony ainda não aceitou o acordo oferecido pela dona do Xbox para terem Call of Duty também por 10 anos em suas plataformas. Falando sobre o assunto em seu Twitter, Brad Smith, presidente da Microsoft, disse que a empresa está aberta a conversar com a Sony sobre o acordo em questão.

Nossa aquisição levará Call of Duty a mais jogadores e mais plataformas do que nunca. Isso é bom para a concorrência e bom para os consumidores. Obrigado, Nintendo. No dia que a Sony quiser sentar e conversar, ficaremos felizes em fechar um contrato de 10 anos para o PlayStation também.

A estratégia da Microsoft é um esforço para mostrar ao mercado, que mesmo com a aquisição da Activision Blizzard, ainda haverá competição na indústria.

Daniel Craig, ator de 007, está na lista de apresentadores do TGA 2022.

Ray Tracing de GTA V chega no final de dezembro no PS5 e Xbox Series X