Microsoft ofereceu 10 anos de Call of Duty no PlayStation em acordo

As discussões sobre a compra da Activision Blizzard continuam, e agora uma informação divulgada pelo New York Times, revela que a Microsoft propôs em novembro deste ano, um acordo para a Sony, para manter Call of Duty por 10 anos no PlayStation.

Call of Duty é um gigante do mercado, e a compra feita pela dona do Xbox, chamou muita atenção, com muita discussão sobre se a empresa estariam monopolizando o mercado, porém a Microsoft tem se mostrado bem disposta a fazer acordos que mostrem suas boas intenções.

A proposta

De acordo com a matéria do News York Times, em outubro houve também uma reunião em Londres, entre a Microsoft e reguladores. Na ocasião, a empresa apresentou unidades do Xbox, PlayStation e Nintendo Switch, entre outros dispositivos, com a intenção de demonstrar que o mercado de jogos traz competitividade, mesmo quando o Call of Duty não está presente em uma plataforma.

Essa não foi a primeira proposta da Microsoft para a Sony. Anteriormente, a empresa já tinha dito que os próximos 3 jogos da franquia Call of Duty estariam no PlayStation, mas Jim Ryam não gostou do que foi proposto. Uma das grandes inquietações da Sony com essa compra, também é a disponibilidade da franquia no Game Pass.

Ainda de acordo com o New York Times, suas fontes dizem que um grande obstáculo, pode ser também o órgão dos Estados Unidos, que pode causar ainda mais problemas para a grande aquisição da Microsoft.

Até o momento, a Sony não deu sua resposta sobre o que foi proposto dos 10 anos de Call of Duty.

Sony quer acabar com jogos de platina fácil da PS Store

Elden Ring eleito Ultimate Game of The Year no Golden Joystick Awards 2022