Nova espiada em Venom de Marvel’s Spider-Man 2; Diretor estava com medo

Reprodução

O Diretor Criativo Senior da Insomniac Games, Bryan Intihar, revelou que estava com medo de trazer Venom para Marvel's Spider-Man 2 porque sabia como as pessoas reagiriam a isso. Apesar de seu jogo anterior do aranha ter sido um grande sucesso, ele sabia que o escolhê-lo para esta nova fase da história seria um grande desafio. “Uma das coisas que eu estava evitando o máximo possível, porque estava com tanto medo de quem conseguiríamos fazer a voz”, disse ele em entrevista exclusiva a EW em que revelou uma nova espiada no visual do vilão da Marvel no novo game PlayStation, antecedendo painel da San Diego Comic-Con.

Intihar está muito orgulhoso da performance do ator Tony Todd. “Tudo o que conversamos sobre [com] Venom – aquela sensação de força, aquela sensação de medo, aquela sensação de esmagamento, tão diferente de Peter – Tony abraça isso completamente na performance”.

Jon Paquette, diretor de narrativa sênior, e Jacinda Chew, diretora de arte sênior, falaram sobre suas experiências criando uma visão única deste clássico vilão de quadrinhos da Marvel.

“É realmente interessante quando você começa a pensar sobre o que o torna diferente do Homem-Aranha”, diz a diretora de arte sênior Jacinda Chew,. “O simbionte é frequentemente conhecido como uma alegoria para a escuridão contra a qual o hospedeiro está lutando. Então, o que o torna um anti-Homem-Aranha?”

Tudo começou com uma cena pós-créditos no primeiro jogo. Os jogadores descobriram que o melhor amigo de Peter Parker, Harry Osborn, estava passando por um procedimento médico misterioso na esperança de curar a Síndrome de Oshtoran. Foi revelado que um Simbionte alienígena estava envolvido neste procedimento.

são claros fãs do Universo Cinematográfico Marvel, que popularizou o uso de cenas pós-créditos. Uma sequência separada de créditos intermediários apresentou Miles revelando seus novos poderes de Spidey na frente de Peter, um momento que seguiu diretamente para Marvel's Spider-Man: Miles Morales , o jogo spin-off de 2020 centrado no herói incipiente. A cena de Harry e o simbionte serviria para uma função semelhante para preparar o cenário para o Homem-Aranha 2 da Marvel .

Intihar e Paquette são fãs da Marvel, que popularizou o uso de cenas pós-créditos. Uma cena mostrou Miles revelando seus novos poderes na frente de Peter, servindo como uma transição para o jogo de 2020 baseado em Miles, assim como acena de Harry e o simbionte serviu o novo game.

“Queríamos tentar algo muito diferente, e não acho que você possa ser muito mais diferente de Doc Ock do que de Venom”, explica Intihar. “É sobre poder, é sobre força, é sobre ser menosprezado, é sobre Peter estar muito mais envolvido na criação de Venom. Acho que foi isso que nos atraiu.

“Uma das coisas ótimas sobre o Homem-Aranha como personagem é que ele sempre precisa fazer sacrifícios”, acrescenta Paquette. “O simbionte fornece muita munição para esse moinho, por assim dizer.”

Após os lançamentos anteriores, Peter agora infectado pelo simbionte, está trabalhando freneticamente com Miles para rastrear o Dr. Curt Connors que o ajudará na condição de Harry e outros personagens familiares da Marvel, como Kraven, também aparecerão.

Segundo Paquette, a história do simbionte em Spider-Man trata do drama familiar quando alguém próximo é afetado pela escuridão, e há muito drama que pode ser extraído disso.

Chew confirmou que há detalhes da história que influenciaram o design de Venom, como a insígnia da aranha. Entretanto, eles teriam que decidir quanto Venom falaria, bem como se ele teria capacidade de expressões faciais como sorriso e franzir a testa.

“Para nós, Venom é o hospedeiro mais o simbionte”, diz Intihar. “Você não consegue Venom sem que os dois estejam unidos. O que Tony representa é esse vínculo. Acho que, se alguma coisa, escalar Tony nos fez sentir mais confiantes no design visual do personagem.”

Mais informações sobre Marvel's Spider-Man 2 serão reveladas durante o painel da Comic-Con dessa quinta-feira, 20 de julho que contará com equipe da Insomniac Games e elenco, bem como o vice-presidente e diretor criativo da Marvel Games, Bill Rosemann.

O jogo chega ao PlayStation 5 em 20 de outubro.

The Walking Dead: Dead City copiou Rei dos Ratos de The Last of Us 2?

Call of Duty fatura mais no mobile do que no PC e consoles