Sony e Microsoft assinaram acordo para manter Call of Duty no PlayStation

Na manhã deste domingo (16) pode ser considerado um dia histórico. O dia em que as duas maiores e mais populares plataformas de games deram as mãos em um acordo misterioso que promete manter a franquia Call of Duty jogável em todas as plataformas, mesmo depois que ela for adquirida formalmente – junto com Activision Blizzard, pela Microsoft. A companhia fez um acordo com a Sony para continuar lançando os jogos de tiro nos consoles PlayStation, não tornando eles exclusivos do Xbox, como muitos fãs temiam. Spencer foi ao Twitter para anunciar a notícia.

“Temos o prazer de anunciar que a Microsoft e PlayStation assinaram um acordo vinculativo para manter Call of Duty no PlayStation após a aquisição da Activision Blizzard. Estamos ansiosos por um futuro em que os jogadores de todo o mundo tenham mais opções para jogar seus jogos favoritos,” disse Phil Spencer.

Spencer não deu mais detalhes sobre o acordo, mas parece cumprir o prometido no fim da batalha com a FTC, que recorreu, mas perdeu novamente. A Microsoft deve formalizar a compra da Activision Blizzard nos próximos dias.

Criador explica por que 2ª temporada não terá episódio igual ao de Bill e Frank em The Last of Us

Todos os planetas de Star Wars Outlaws são feitos “à mão”