Criador responde sobre The Last of Us 3 e futuro da série

Druckmann falou sobre o foco atual da Naughty Dog e deu detalhes dos bastidores de The Last of Us Part II Remastered.

Imagens/Reprodução: Naughty Dog | @abbystanaccount

Tudo o que sabe atualmente sobre o próximo passo da Naughty Dog na indústria de games, é que o estúdio está trabalhando em vários projetos, o que inclui o jogo multiplayer de The Last of Us e a versão de Parte 2 remasterizada para PS5, anunciada há duas semanas.

Com The Last of Us Part II Remastered chegando em 19 de janeiro ao PS5, Neil Druckmann reflete sobre o lançamento do jogo original em nova entrevista ao Entertainment Weekly.

“O lançamento de The Last of Us Part II foi uma experiência profundamente emocionante para todos nós do estúdio, e estamos muito orgulhosos de poder contar a história que queríamos com ele”, disse quando questionado sobre as reações dos fãs em 2020. “Em última análise, cabe aos fãs decidir o que resiste ou não ao teste do tempo, mas nos anos desde o seu lançamento, ficamos continuamente impressionados com a demonstração de amor, apoio e aclamação por um jogo que significa tanto para a Naughty Dog.”

“Ver os fãs reagindo intensamente à história, à medida que mais e mais pessoas continuam a descobri-la, e esperamos que isso inclua muitos mais com The Last of Us Part II Remastered, é um lembrete maravilhoso do poder que as histórias que contamos podem ter.” ele continua. “O impacto que os jogadores nos disseram que estes jogos têm nas suas vidas continua a inspirar-nos enquanto trabalhamos em jogos futuros.”

A nova versão do game para o console da nova geração PlayStation, apresenta melhorias visuais, suporte DualSense, opções de acessibilidade atualizadas e tempos de carregamento mais rápidos, além de uma série de materiais bônus para os jogadores aproveitarem. “Pense nisso como o lançamento da Criterion Collection para um videogame”, diz, chamando o modo No Return de “o destaque” desses recursos.

O modo de sobrevivência rogue-like colocará os jogadores em ambientes familiares, controlando personagens da Part II jogáveis pela primeira vez. Quando questionado se o modo poderia adicionar personagens da primeira temporada da série de TV, como Kathleen de Melanie Lynskey ou Perry de Jeffrey Pierce, Druckmann diz que não. “Especialmente considerando que Perry e Kathleen aparecem na parte I da história, não há intenção de adicioná-los a No Return, que é construído em torno de uma lista de personagens da Parte II que estamos ansiosos para compartilhar com os fãs em breve.” ele diz.

Falando em Lost Levels, que permite aos jogadores jogar cortes brutos de níveis excluídos que não foram incluídos no jogo original para PS4. “Pense nisso como níveis deixados na sala de edição”, disse. “Essas sequências, como uma longa cena de festa em Jackson que oferece mais informações sobre a vida de Ellie na cidade, não se destinam apenas a permitir que você jogue uma versão inicial em desenvolvimento sem contexto. Incorporados em cada uma estão elementos interativos que oferecerão comentários do desenvolvedor de nossa equipe sobre a intenção do nível, o que estava acontecendo na sequência e, finalmente, porque ele foi cortado.”

Os mapas jogáveis contarão com comentários recém-gravados de Druckmann, da líder narrativa do jogo, Halley Gross e dos atores Troy Baker, Ashley Johnson e Laura Bailey, que atuaram nas cenas da campanha principal. Druckmann observa como esse recurso os ofereceu “a chance de realmente mergulhar no processo de criação com reações e observações instantâneas que estão intrinsecamente emparelhadas com a experiência de jogar”.

The Last of Us 3 e o jogo multiplayer

Sobre outros jogos The Last of Us, Druckmann diz que “não tem nenhuma atualização” em relação ao jogo multiplayer supostamente arquivado. E quanto ao tão falado The Last of Us Parte III? “ The Last of Us é obviamente um mundo que amo profundamente e sei que nosso estúdio e fãs também o amam, mas não tenho comentários neste momento sobre o futuro da série além do nosso foco em The Last of Us Part II Remastered”, diz ele. No entanto, ele confirma que “há utros projetos em andamento na Naughty Dog” e, claro, a segunda temporada da adaptação de The Last of Us da HBO, que agora começará a adaptar os eventos da Parte II.

Segunda temporada de The Last of Us HBO

Ele relata que o desenvolvimento da remasterização da Parte II e da segunda temporada do show é simplesmente natural. “Lembro-me de ir ao estúdio para gravar faixas de comentários para algumas cinemáticas e, à tarde, encontrar-me com Craig [Mazin] para contar a história da 2ª temporada – que muitas vezes era baseada nas mesmas sequências/momentos”, lembra ele. “Então, o processo de trabalho na remasterização funcionou também como pesquisa, uma atualização para mim sobre as complexidades da história, junto com o motivo pelo qual tomamos certas decisões.”

Druckmann não confirmou se haverá algumas reviravoltas ou não adaptadas diretamente para a segunda temporada e além. “Tendo a me concentrar no que podemos controlar (a narrativa está de acordo com nossos padrões?) versus coisas que podemos controlar. Não podemos controlar (a reação do público). Com a popularidade do programa, tenho certeza de que obteremos toda a gama de respostas emocionais. Será divertido ver as respostas das pessoas a esta história, pela primeira ou pela segunda vez em outro meio.”

Bella Ramsey planeja jogar The Last of Us 2 antes das filmagens da 2ª temporada da série

Baldur’s Gate 3, Resident Evil 4 e mais; Confira os indicados ao Brazil Game Awards 2023

Brasil sediará Gamescom Latam em 2024