Inimigos de Alan Wake 2 são “mais difíceis” que no primeiro jogo, explica diretor

Diretor do jogo, Kyle Rowley diz que eles permanecem “na tela por mais tempo”.

A nova experiência survival horror de Alan Wake 2 da Remedy Entertainment promete fechar outubro de 2023 como um mês marcante de lançamentos. Com cerca de 130 pessoas, o novo jogo levou 4 anos para ser feito e segundo o diretor do game Kyle Rowley, os inimigos ficam “na tela por mais tempo” e são “mais difíceis de matar” que no título antecessor.

Em conversa com o gamingbolt, Rowley disse que a Remedy queria que o combate parecesse “mais físico” e “mais desesperado”.

Queríamos que os inimigos tivessem mais presença na experiência. Como os inimigos são mais difíceis de matar, eles ficam na tela por um período mais longo, então precisávamos colocar mais ênfase na qualidade da animação e representar adequadamente todos os estados potenciais pelos quais eles podem se mover (consciente do jogador, inconsciente do jogador, caçando jogador, etc.).

Ele explicou que “Embora diferentes, os fundamentos para criar um combate satisfatório são muito semelhantes, não importa quão rápido seja ou onde você decida focar”.

Temos uma equipe incrível de desenvolvedores que sabem como criar uma experiência de combate divertida, então só precisávamos decidir em que direção iríamos.

Jogadores terão que ter “mais tato sobre como usam suas balas e recursos. Você mata um inimigo com muito mais eficiência se disparar ou usar certos itens consumíveis” em comparação com o primeiro jogo.

Alan Wake 2 será lançado em 27 de outubro para PS5, Xbox Series X/S e PC.

A campanha tem dois protagonistas jogáveis, Wake e a agente do FBI, Saga Anderson, e terá mais de 20 horas de duração.

Haverá DLC gratuita e pagas

Fonte:

Xbox não quer usar Call of Duty para “vender console”; explica Phil Spencer

New Game+ de Marvel’s Spider-Man 2 chega após lançamento