Kojima não quer se aposentar porque não considera “criar coisas” um trabalho

Criador de Metal Gear e Death Stranding diz que não considera mais o desenvolvimento de jogos como um trabalho.

Imagem/Reprodução

O lendário desenvolvedor conhecido especialmente por criar a saga Metal Gear, Hideo Kojima, não pretende se aposentar tão cedo.

Há 8 anos comandando o seu próprio estúdio, Kojima Productions, ele diz que não considera mais o desenvolvimento de jogos como um trabalho.

“A razão pela qual sou independente e defendo uma carreira para toda a vida é porque para mim ‘criar coisas' não é mais um trabalho. É por isso que não há aposentadoria. Criar coisas é viver”, afirmou via X.

Ele revelou que após sua saída da Konami, muitas pessoas não acreditavam que ele conseguiria ter sucesso com sua própria desenvolvedora.

“Mais uma coisa. Na indústria de jogos, há muito poucas pessoas que conseguiram se tornar independentes de um grande estúdio de produção de jogos, seja no Japão ou no exterior,” continua. “Mesmo há oito anos, quando comecei a minha própria empresa, sofri oposição de todos, incluindo dos meus pares, colegas e familiares, que disseram: ‘Isso nunca vai funcionar!'. Disseram que seria impossível sem a solidez financeira e organizacional de uma empresa. No entanto, alguém deve provar que essa é uma forma antiquada de pensar. Os jovens criadores devem ter liberdade de escolha. Esta é uma das razões pelas quais continuo a ‘criar coisas'”.

Atualmente Kojima trabalha em Death Stranding 2 e colaborará com o filme inspirado na franquia. Além disso, durante o The Game Awards 2023, ele apresentou o primeiro teaser de seu próximo jogo chamado OD.

Filme de Death Stranding será feito por produtora vencedora do Oscar de 2023

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça, pode não ser o último jogo do Arkhamverse

Patente PlayStation promete alterar dificuldade automaticamente com base nas habilidades do jogador